dietary supplement use

Aproximadamente 50% da população adulta dos Estados Unidos da América, em particular idosos, tomam suplementos dietéticos para melhorar a sua saúde e bem estar. Um estudo recente examinou as consequências do consumo de suplementos dietéticos para a saúde dos idosos.

Problemas financeiros, sociais e de saúde que afetam adultos com mais de 60 anos podem ser as causas que levam a maus hábitos alimentares e que na maior parte dos casos coincide com o agravamento das condições de saúde. É por esta razão que muitos idosos recorrem a suplementos dietéticos para atingirem os níveis diários recomendados de micronutrientes. No entanto, esta pode ser a causa de ainda mais problemas de saúde. O consumo de nutrientes na forma de suplementos pode fazer com que muitos excedam a dose diária admissível (DDA), visto que muitos alimentos são compostos por estes micronutrientes. Ademais, quando tomados juntamente com alguns medicamentos prescritos, a interação resultante pode ter efeitos adversos para a saúde. O consumo de suplementos dietéticos deve ser portanto monitorizado. No entanto, na maior parte dos casos as informações acerca do consumo de suplementos não são partilhadas com os profissionais de saúde.

Um estudo recente publicado pelo The Journal of Nutrition investigou a razão pela qual o consumo de suplementos dietéticos é elevado entre os idosos dos Estados Unidos da América e se entre estes existem subgrupos mais suscetíveis. Os investigadores analisaram um grupo de 3,469 idosos com idades de 60 ou mais anos e a influência de vários fatores demográficos, tais como o sexo, a idade, a raça, a educação e o salário; do estilo de vida, nomeadamente a atividade física e consumo de álcool e tabaco; e também de fatores relacionados com a saúde como o estado de saúde, o seguro de saúde e medicações prescritas tomadas nos últimos trinta dias, no consumo de suplementos dietéticos. Foram também avaliados os motivos e a frequência de ingestão dos mesmos.

Num período de 30 dias, uma elevada percentagem de 70% de idosos ingeriu pelo menos um suplemento, maioritariamente na forma de multi-vitaminas ou minerais, vitaminas B ou D, e ácidos gordos Omega-3. A grande maioria (79%) consumiam tais numa base diária. E 73% consumiam suplementos dietéticos conjuntamente com mais do que 3 medicamentos receitados pelo médico. Em geral, as mulheres mostraram-se o grupo mais suscetível para o consumo destes suplementos.

Em particular, indivíduos oriundos de meios socioeconómicos desfavorecidos com estados de saúde mais degradados e maus hábitos de vida e que portanto poderiam tirar maior benefício do consumo de suplementos dietéticos, revelaram-se o grupo menos suscetível ao consumo dos mesmos. Por outro lado, indivíduos acima dos 70 anos brancos não-hispânicos e asiáticos são os que mais recorrem ao consumo destes suplementos mas para melhorar e manter o seu estado de saúde e não para complementar as suas dietas.

Um dos principais problemas do consumo de suplementos dietéticos é o acompanhamento destes com medicamentos prescritos pelo médico sem a devida monitorização. Visto que os resultados deste estudo mostram que grande parte dos indivíduos tomam suplementos simultaneamente com medicamentos prescritos, é de extrema importância enfatizar a necessidade de aconselhamento pelos profissionais de saúde. Sendo que muitos indivíduos consomem suplementos por razões de saúde e não dietéticas, estes devem ser alertados para o fato de que muitos dos alimentos que consomem são ricos nos mesmos micronutrientes que procuram nos suplementos e que por esta razão podem ultrapassar a dose diária admissível. Assim sendo, os investigadores recomendam a revisão das fórmulas vitamínicas e minerais concebidas para complementar as dietas de idosos a fim de evitar que estes consumam nutrientes em excesso.

 

Escrito por Natasha Tetlow, PhD
Traduzido por Ângela Carvalho, PgC

Referências: Gahche JJ, Bailey RL, Potischman N, et al. Dietary supplement use was very high among older adults in the United States in 2011-2014. J Nutr. 2017. Disponível: doi.10.3945/jn.117.255984.

Facebook Comments