yoga for PTSD

Um estudo recente publicado em BMC Psychiatry examina o impacto do ioga na perturbação pós-traumática do stress como um tratamento complementar à intervenção terapêutica.

A perturbação pós-traumática do stress (PTSD) é um problema de saúde pública que afeta cerca de 6.1% da população mundial. Experiências traumáticas são a causa da PTSD que ocorre normalmente em vítimas de violência, sobreviventes de guerra ou de desastres naturais, veteranos de guerra, e vítimas de abusos sexuais. Os indivíduos que sofrem de PTSD revivem as suas experiências, sentem excitação, cognição, fuga e perturbações do humor. Para tratar esta condição são utilizados diversos métodos psicológicos e farmacêuticos.Na primeira linha de tratamento está a psicoterapia. No entanto, grande parte dos indivíduos afetados não aceita este tipo de tratamento e é portanto necessário implementar formas de tratamento complementares. Um artigo recente publicado em BMC Psychiatry analisou estudos anteriores conduzidos por investigadores na Alemanha que examinaram o impacto do ioga na PTSD.

Benefícios do ioga nos sintomas da PTSD

O ioga tradicional combina o foro espiritual e o foro filosófico e é um meio holístico de ligação entre a mente, o corpo e o espírito. O ioga tem sido utilizado como tratamento complementar em várias condições psiquiátricas como a ansiedade, a psicose e a depressão. A atividade física é um elemento crucial do ioga pois acredita-se que esta é capaz de reduzir o stress e elevar a atividade parassimpática. Isto significa que o ioga afeta de forma direta uma parte do cérebro denominada de amígdala, que causa um equilíbrio devido à sua ação no sistema nervoso parassimpático. Este é responsável por acalmar o corpo e criar um estado oposto àquele existente nos pacientes que sofrem de PTSD.

Benefícios biológicos e psicológicos do ioga na PTSD

Os investigadores acreditam que o ioga tem um efeito biológico e psicológico nos indivíduos que sofrem de PTSD. O ioga desencadeia um sentimento de calma através do relaxamento, da meditação e do controlo da respiração. O estado de consciência inerente ao ioga faz com que os seus praticantes prestem atenção e reconheçam emoções e memórias desagradáveis de forma desapegada e livre de críticas, ou seja, de forma segura. Para os indivíduos que sofrem de PTSD isto significa melhorias a nível psicológico. Este estudo seguiu o Reporting Items for Systematic Review and Meta-analysis (PRISMA) e as recomendações da Cochrane Collaboration.

Neste estudo participaram adultos cuja PTSD foi diagnosticada por um profissional de saúde ou auto-diagnosticada de forma válida. Participantes com comorbidades físicas ou mentais foram também incluídos. Este estudo não distinguiu o tipo de ioga praticado, a frequência da prática, a duração do programa de intervenção ou a duração das sessões de ioga. Intervenções de controlo incluíram grupos de controlo aleatórios sem tratamento do programa de ioga. Os participantes no grupo de intervenções em simultâneo, como por exemplo a farmacoterapia, recebiam o mesmo fármaco.

É necessária mais investigação

Os resultados do estudo revelaram efeitos estatisticamente significativos do ioga para os sintomas da PTSD. A aplicação dos resultados é limitada visto que a maior parte dos estudos à exceção de um foram conduzidos na América do Norte. Uma outra limitação deste estudo é a utilização de medidas de auto-diagnóstico que não são fiáveis nem precisas. Para o futuro é importante recorrer a critérios de diagnóstico adequados. É necessária mais investigação e de maior qualidade de forma a validar os resultados deste estudo.

 

Escrito por Sonia Leslie Fernandez, Medical News Writer
Traduzido por Ângela Carvalho, PgC

Referências:

Cramer, H., Anheyer, D., Saha, F. J., & Dobos, G. (2018). Yoga for posttraumatic stress disorder–a systematic review and meta-analysis. BMC Psychiatry, 18(1), 72.

Facebook Comments

How much did this article help your understanding of this health condition?

0 1 2 3 4 5